Boutique Águas Lindas de Goiás, Goiás

Encontre endereços e telefones de boutique em Águas Lindas de Goiás. Aproveite para obter dicas e mais informações sobre o assunto em nossos artigos com tutoriais.

Varejão da Fábrica
(62) 3288-1342
av Igualdade Q 103, 238 lt 2 s 2 S Garavelo
Aparecida de Goiânia, Goiás

Dados Divulgados por
Bazar São Sebastião
(62) 3327-0840
r Manoel D'Abadia, 55 Centro
Anápolis, Goiás

Dados Divulgados por
C&A Modas Ltda
8009-90330
av Jamel Cecílio,Dep, 3300, Lj PS66, Jd Goiás
Goiânia, Goiás

Dados Divulgados por
Lojas Riachuelo S/A
(62) 4006-3100
av Jamel Cecílio,Dep, 3300, Lj S460, Jd Goiás
Goiânia, Goiás

Dados Divulgados por
Casas Pernambucanas
(80) 0702-2033
av Anhanguera, 5332, St Central
Goiânia, Goiás

Dados Divulgados por
Caio Magazine
(62) 3324-6774
r Gal Joaquim Inácio, 220 Centro
Anápolis, Goiás

Dados Divulgados por
REI DOS COMPRESSORES
(62) 3233-9800
AV. CASTELO BRANCO 2.449 CAMPINAS
GOIANIA, Goiás
 
Lojas Marisa
(62) 3878-3200
av Vinte e Quatro de Outubro, 347, St dos Funcionários
Goiânia, Goiás

Dados Divulgados por
Nisa Hyundai
(62) 3088-3030
av Rio Verde qd 01 lt 19/20 Vl Brasília Vl Brasília
Aparecida de Goiânia, Goiás

Dados Divulgados por
Tesoura de Ouro
(62) 3288-6676
av Igualdade Q 116, 256 lt 16/17 S Garavelo
Aparecida de Goiânia, Goiás

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Boutique

Fornecido por: 

No começo, a desconfiança das brasileiras atrapalhou. Acostumadas à cintura baixa dos jeans, perguntavam como poderiam usar uma peça com o cós quase na altura do busto. Calças, saias e shorts de cintura alta têm surgido nas passarelas há algum tempo. Porém, poucas peças chegavam de fato às prateleiras. Até porque a indústria fashion não é boba. Não era hora ainda de a moda pegar. Mas a “fase de experimentalismo” passou e, com uma mãozinha das celebridades, os modelos que lembram corpetes estão vendendo bem para surpresa – e alegria – das grifes e até de marcas populares, que também aderiram ao estilo.

O fato de atrizes e cantoras terem aprovado a moda é um belo reforço. “As celebridades ajudam. Tem gente que só acredita que fica bem vendo o modelo nos outros”, explica Carla Fincato, estilista da Ellus. No Brasil, uma das primeiras a se exibir em calças estruturadas no abdome foi Fernanda Lima. Ficaram perfeitas em sua silhueta longilínea. Isso poderia causar a impressão de que a peça só serviria a mulheres magras. Engano. A cantora Beyoncé acentuou ainda mais suas curvas com shorts de cintura alta.

Na semana passada, o cós alto recebeu dose extra de holofotes graças à ex- BBB Grazi Massafera (veja imagem ao lado), que esteve em um evento de samba com um modelo desses. Em tese, quem tem busto cheio não se adequaria à moda. Mas em Grazi ficou elegante. “Essa calça é mais indicada a quem não tem tanto quadril”, diz Sarita Dal Pozzo, estilista de jeanswear da Zoomp. Ela admite, porém, que isso não chega a ser regra. “Com espelho e bom senso, quase todas podem usar”, reforça Karen Fuke, diretora de estilo da Triton.

Outra dica é assumir o estilo. Quem teme a semelhança com o “santropeito” – o modelão dos anos 80 – não deve comprar a peça. Ou peças. Logo as vitrines vão se encher de shorts e calças de tecidos mais leves para o verão. Por ora, é aproveitar a mania. A primeira leva da Ópera Rock praticamente acabou. Os modelos foram elaborados para durar mais de um verão e permitem a reinvenção do jeans, restituindo o cós à altura normal (que não é a baixa). “Não é uma moda duradoura”, pontua a estilista Soraia Pimenta. Melhor curtir o estilo já.

Clique aqui para ler este artigo no Veste Moda