Chocolateria Arapiraca, Alagoas

Encontre endereços e telefones de chocolateria em Arapiraca. Aproveite para obter dicas e mais informações sobre o assunto em nossos artigos com tutoriais.

de Angelis Cestas e Mensagens
(82) 521-2509
r Professor Domingos Correia, 404, a, Centro
Arapiraca, Alagoas
 
Maria J Duarte
(82) 521-4568
r Possidonio Nunes, 1051, Capiata
Arapiraca, Alagoas
 
Amor e Vida
(82) 522-1249
r José F Albuquerque, 297
Arapiraca, Alagoas
 

Chocolateria

Fornecido por: 

Especialista em medicina estética ensina que ele não precisa ser banido da dieta – pode até fazer parte dela

Dr. Fábio Alex, especialista em medicina estética e um dos sócios da Clínica Visia (Rua Bento de Andrade, 292, tel. 3078-6532), na capital paulista, fala sobre o chocolate que emagrece e que tira a fome, e dá dicas de como consumi-lo em nosso dia a dia, de maneira saudável.

Segundo ele, uma pesquisa da Universidade de Chung Hsing, em Taiwan, coordenada pelo Departamento de Ciência do Alimento e Biotecnologia da instituição, divulgou que são os ácidos fenólicos presentes no cacau os responsáveis pela ação emagrecedora. Eles interferem na produção da leptina, o hormônio da saciedade – que, nos obesos, é bem reduzida -, e ainda queimam calorias. Sem contar a ajuda extra dos antioxidantes, que previnem o acúmulo de gordura nas células.

Os fitoquímicos do cacau melhoram a secreção da adiponectina, o que aumenta a ação anti--inflamatória, reduzindo os riscos de diabete e aterosclerose (alterações nos vasos sanguíneos que levam à obstrução dos mesmos).

Outro dado apontado na pesquisa, publicada no Journal of Agriculture and Food Chemistry, uma das revistas americanas de maior prestígio no mundo da nutrição, atribui ao cacau o poder inibir um mecanismo que faz o organismo estocar ou produzir mais gordura. Toda essa riqueza está no chocolate amargo — quanto mais, melhor. O amargor, bem entendido, e não a quantidade do chocolate consumido.

Saciedade
Pesquisa coordenada pelo médico dinamarquês Arne Vernon Astrup, chefe do Departamento de Nutrição Humana da Universidade Real de Copenhague, na Dinamarca, e publicada na conceituada revista americana International Journal of Obesity, apontou que os pacientes que consumiram um tablete amargo pela manhã, ainda em jejum, ficaram mais saciados que o restante da turma: eles ingeriram 15% menos calorias ao longo do dia em comparação com o grupo que optou pelo chocolate ao leite.

Menor vontade de doce
A 2-feniletilamina e a N-aciletanolamina, presentes no cacau, agem no cérebro fechando os receptores para à vontade de doce.

Prazer prolongado
O chocolate também concentra compostos que inibem a degradação da anandamida, substância que prolonga a sensação de bem-estar.

Ação sobre a Insulina
Outra vantagem do chocolate amargo seria a capacidade de melhorar a sensibilidade à insulina em pessoas saudáveis, afirma Anete Hanud Abdo, endocrinologista do Projeto de Atendimento ao Obeso (PRATO) do Instituto de ...

Clique aqui para ler este artigo no Veste Moda